terça-feira, 6 de março de 2012

Alegria e Justiça: a paz da consciência tranquila ...


"Uma consciência pura ri da calúnia mentirosa." 
(Ovídio)


Na madrugada, ao responder as perguntas de amigos no Yahoo, percebi que determinados amigos, para poder participar, estavam postando perguntas em categorias pouco ou nunca frequentadas do Yahoo e um deles, explicou o motivo de tal atitude. 


Eu vinha de um dia corrido, extremamente cansada, mas nem por isso indiferente; não sei ficar indiferente ao que acontece a meu próximo. Postei uma pergunta sobre o assunto, em alta madrugada e lá deixei, como sempre faço. 


Não podemos nos omitir diante de injustiças pois neste caso, calar é contribuir para que o mal prevaleça. O objetivo da minha pergunta, foi deixar um espaço aberto àquelas pessoas que se sentem prejudicadas e a quem as persegue, terem a coragem de expressar em aberto o porquê de tanta implicância.


É tão bom viver em paz! Mas a minha paz e minha alegria de viver não se completam, ao notar que alguém está sofrendo injustiças. Isso é inevitável, sofro junto também. Sinceramente, não consigo conceber a idéia de que alguém possa nutrir uma aversão gratuita por alguém que não faça parte de sua vida real.


Tento ir pautando minha vida em valores aprendidos e fincados na minha mente, desde a mais tenra infância e o que sou no meu dia a dia no meu trabalho, deixo sacramentado no virtual. 

Não preciso de contas extras para demonstrar a minha indignação contra perseguições gratuitas no virtual. O meu desejo é ver um Yahoo democrático, o que não vem acontecendo visto que a maioria das pessoas não sabem viver em democracia.


Mas não desisto de lutar pela justiça, pela paz, nem pela alegria de transformarmos o Yahoo num ambiente sem tanta poluição de mentes negativas os quais soltam suas frustrações, seus fracassos pessoaios  em pessoas que querem apenas participar.


Por fim, de minha parte, depois de ser humilhada de todas as formas por lá, numa tentativa de quem NÃO me conhece, desejando fazer com que eu desistisse, só tenho a deixar registrado que aprendi desde criança com meu pai a jamais fugir de acusações, sendo inocente.



"Anima-te por teres de suportar as injustiças; a verdadeira desgraça consiste em cometê-las." 

(Pitágoras)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são bem vindos.Será um prazer ler a tua opinião.

: onselectstart='return false'