Arquivo do blog

sábado, 19 de maio de 2012

Paciência e Serenidade na Dor


Cada um reage de uma forma diferente diante da dor; quando essa dor é na alma devido a sucessivas decepções, uns se retraem e presos no sótão da mente não conseguem superar o trauma, tornando-se tristes, pessimistas, sem vislumbrarem uma saída no labiriinto da vida.

É então preciso sair desse condicionamento mental, esquecer o passado e viver intensamente a vida com suas alegrias e desgostos. Não podemos nos abater só porque encontramos em determinado momento da vida pessoas erradas e o certo é viver sem fazer grandes expectativas diante das pessoas pois  nada é perfeito, além disso, o nosso bem estar não deve ser colocado nas mãos dos outros.

Cada um se comporta diferente também nas dores físicas; uns ficam irritados, mal humorados, difíceis de lidarmos com eles.

Quinta- feira foi um dia atípico, fazia muito calor e não senti apetite. Final da tarde, fui à escola e cheguei às 18 horas. Não estava me sentindo bem.

Como o expediente começa às 19 horas, fui direto para minha sala, passei a chave na porta; estava frio por causa de dois potentes condicionadores de ar, então fiz uma fileira de cadeiras e me deitei, esperando a campa bater. A campa é forte, tipo de carro de polícia, lá de casa dá para ouvir.

Adormeci pesadamente e só acordei porque caí das cadeiras ao fazer um movimento como se estivesse na minha cama. 

Imediatamente pensei: será se as câmeras estão ligadas? Mas que feio isso! Quando levantei, tudo rodava e devagarinho fui para minha mesinha.

Destranquei a porta, andando com dificuldades. Já passavam das 20 horas. Tive uma queda de pressão seguida de uma forte dor de garganta. 

Fui à cozinha pois o lanche da escola é refeição e eu precisava comer algo salgado. O pessoal ao me ver ficaram surpresos, pensavam que eu havia faltado. Exatamente neste dia, o lanche seria vitaminada de banana.

Então, com certa dificuldade, atravessei a rua e comi uma coxinha, passando aos poucos a me sentir bem.Em casa, tomei um comprimido de Cefalexina 500 mg - tomei um banho e me deitei. 

A pressão caiu novamente, seguida de uma coceira por todo corpo, empolarando o corpo, coçava até a sola do pé. rsrs

Medi a pressão 9X5 e pensei: é agora, acho que vou fazer as malas ... e pensei nas pessoas virtuais que amo, ah se pensei! 

Meu irmão se aproximou e perguntou se eu queria ir na emergência, respondi que não, tomei outro banho com dificuldades e em seguida, tomei outro comprimido, agora pra dormir.

Antes de dormir, novamente me vinham a mente, os amigos, os virtuais. Adormeci e acordei com a minha mãe que foi chamada pelo meu irmão - eram 19 e 30 de sexta - feira. 

Ela havia colocado a pedrinha de sal embaixo da minha língua e o medidor de pressão estava ao lado de mim.

Depois disso, fiz uma reflexão sobre a importância das pessoas na vida da gente. E o mais importante foi: podemos amar quem nunca vimos visto que antes de pegar no sono foi nelas em quem pensei. Estou me recuperando aos poucos. Lindo sábado a todos. Paz e bem.

12 comentários:

  1. Puxa que tribulação,e eu aqui reclamando por quase nada. mesmo nas minhas dificuldades orarei por ti. que história é essa de fazer malas,o que.
    hoje estava com bastante medo de morrer,pois esta com minha mãe e o namorado dela,em uma estrada bem perigosa onde já morreu muitas pessoas,e eles já meio bêbados,ele bravo,ia com o carro em alta velocidade,e desde pequena sempre tive medo daquelas estradas,depois de minutos parei e pensei,"ah não vou morrer,pois sei que não é meu tempo". nestes momentos procure lembrar de Deus. se tiver essa certeza de proteção ajudara muito em momentos difíceis.
    eu creio que você vai melhorar.
    abraços, se cuida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já estou melhorando, Nandinha. Foi preciso comprar um remédio caríssimo que em São Paulo custa R$89,00 - imagina a que preço esse medicamento chega aqui?

      O importante é que está funcionando. Também acredito que só morremos, quando chega a hora. Mas sabe, Nandinha, quando a dor é muito forte, a gente nem se importa e se for pra aliviar a dor, que venha a morte.(rsrs)

      Bom, para aliviar a dor, eu tomei um medicamento pra dormir e foi isso que complicou minha situação visto que quando durmo, a minha pressão que é baixa cai naturalmente.

      Eu já estava com a danada baixa e caí num sono profundo, dormi das 10 da manhã de sexta às 19 e 30. Affe, felizmente, passou. Eu já estou no Yahoo mas ainda não te encontrei. Beijinhos.

      Excluir
    2. Ah ... cuidado com essas viagens com a tua mãe e o namorado. Parece que falta juízo neles, né? Beijinhos

      Excluir
  2. que bom que esta melhor.
    ah,esses remedios são muito caros,e ainda não são todos que prestam.
    também acho que falta.
    adiciona eu la no yahoo http://br.answers.yahoo.com/activity?show=4CEHQlT3aa depois eu vejo,eu não estou com muita vontade de entrar,posso entrar la as vezes. não estou legal espiritualmente,e posso acabar falando muito o que não devo. abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entrei agora, Fernanda, estava colocando umas coisinhas no blog com a ajuda do Versus. Ficou lindo o trabalho dele. Agora vou lá, te adicionar, assim a gente fica mais perto. Ah ... esse email que postei em CONTATO, está valendo. Mas não podes enfraquecer espiritualmente, Nandinha, não pode não.

      É isso que o inimigo quer de nós, ainda que tudo dê errado, temos que entender que tudo colabora para o bem daqueles que amam a Deus.

      A vida é uma aprendizagem, o importante é como vc encara os tabefes que a vida nos dá. Já ouviu dizer que com Jesus o fardo faz-se leve? Pois é, a gente recebe o coice, cai mas sempre levanta mais forte pq maior é a fé que está com a gente.Beijos

      Excluir
  3. Viche, não consigo colar o endereço. Vamos ter que encontrar outro caminho...

    ResponderExcluir
  4. sim sei. eu mesmo me derubei,mas já sei o que fazer.
    té mais...

    ResponderExcluir
  5. Hoje acordei toda dolorida - ai, tossi muito durante à noite. Deve ser a virose que está se espalhando pela cidade devido à enchente. Eu já não vinha bem, né? Quanto ao yahoo, Nandinha, tenho sentido um desânimo danado em participar, sabe? Ao ver tanta injustiça, tanta baixaria, sinto que não deveria continuar. Tenho ainda muito o que pensar sobre abandonare de vez. Bjinhos

    ResponderExcluir
  6. melhoras ai...eu tambem estava ruim.
    e do seu email, que falou que esta valendo. eu não sei,mas fico meia intimidada,não gosto muito. só se for preciso mesmo eu uso.
    mesmo eu não estrando la no yahoo,e se vc sair, sinto como se estivece mais distante...há nem sei.
    abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui eu me sinto longe de vc, Nandinha. Queria te proteger, quem ama protege. Quem dera morássemos na mesma cidade, né? Mas o Senhor sabe o porquê desta distância. Não tenho o teu email.

      Esse que está exposto no blog, está funcionando.Quando quiseres conversar, ou estiver passando por um problema, escreve que de lá, te passo o meu particular. Esse daqui, é só do blog. Beijinhos

      Excluir
  7. acho que seria bom.. e bem interresante.
    meu email é 7fernanda7@gmail.com
    eu não me sinto longe de vc. só as vezes.
    então ta,tchau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou escrever ainda hoje pra vc, Nandinha. Beijos

      Excluir

Comentários são bem vindos.Será um prazer ler a tua opinião.

: onselectstart='return false'